segunda-feira, 2 de março de 2009

Ser quem se é.


" Por isso é tão importante deixar certas coisas irem embora. Soltar. Desprender-se. As pessoas precisam de compreender que ninguém está a jogar com carta marcadas; às vezes ganhamos e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam o seu esforço, que descubram o seu géni, que entendam o seu amor. Encerre ciclos. Não por orgulho, por incapaidade ou por soberba, mas porque aquilo simplesmente já não e encaixa na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda o pó. Deixe de ser quem era e transforme-se em quem é. "



"Zahir"

1 comentário:

maria teresa disse...

"Se tiver uma pedra no sapato" ande descalço/a