segunda-feira, 16 de julho de 2007

A cabrona!!!


Confesso que gosto, da expressão "cabrona", nem sei bem porque, se é de a ouvir tão poucas vezes, se é de tentar imaginar o que será uma cabrona. Fico-me na dúvida... Mas que gosto, gosto. Ainda hoje me fizeram a vontade... E eu mimado como sou, ri, como criança mimada quando lhe fazem a vontade.


A expressão e a frase em si não poderia ter sido melhor... a palavra cabrona, em toda a sua importância, em todo o seu significado.


:- Tem uma carinha laroca, a cabrona!


Há coisa para carinhosa, para se dizer? Há, há?

Não se limita a ser uma cabritinha, nem uma cabra normal, a cabrona... é uma palavra mágica que a mim me leva obrigatoriamente ao sorriso, e a imaginar, quem se terá lembrado de inventar tão linda palavra.


E de fazer uma vénia a quem todos os dias tem em seu português tão fluente, uma peróla da nossa lingua, sempre pronta a ser utilizada.


Eu, não uso tal palavra, mas confesso que até sonho com o dia em que a irei ouvir outra vez e a situação em que será aplicada.


CABRONA da palavra é mesmo linda!!!


P.S. - Por manifesta infelicidade, não tinha no meu arquivo fotografias de nehuma cabrona, apenas desta linda cabrinha.


Sem comentários: