segunda-feira, 21 de maio de 2007

Quando bate a saudade...



De vez em quando bate aquela saudade de casa, que quase me leva ao desespero.
Penso nas situações que poderia estar a viver senão estivesse deslocado. Vou procurando conforto no que de diferente há por aqui e confesso que até vou encontrando algum. Mas quando a saudade chega ao ponto de saturação, sabem o que faço? Sabem? Sabem? Pois bem, eu digo.

Vejo a RTP Internacional, ou RTP Africa, ou que raio é aquilo e desde logo todas as saudades desaparecem, bolas, como é possível um serviço publico ser tão mau…


Ele é artistas deprimentes, apresentadores deprimentes, tudo é mau, muito mau. E as saudades desse meu Portugal, vão fugindo de mim e de tamanha pasmaceira. Mais valia a Linda de Suza e a sua malinha de cartão.

RTP Internacional Obrigado por me tirares as saudades, embora não seja da maneira que era suposto ser…

A todos vocês da RTP, o meu bem haja.

Muito Obrigado. Assim consigo ser um bocadinho, embora pouco, mais feliz e com menos saudades. Continuem o mau trabalho.

Tiago

4 comentários:

Anónimo disse...

Meu querido Amigo emigrante:
Não te preocupes que eu tratei de tudo, reservei uma linda casa em teu nome, na terra que te viu partir!
O brasileiro, quando soube que era para ti, disse que ofericia a fonte com o anjinho! LOL
bacci rita

PS. O Manel diz q a ideia lhe é familiar! LOL again

Pink Lady disse...

Não é fácil... Entre a Praça da Alegria e o Portugal no Coração... Não é fácil!

oRdEp disse...

Como te compreendo... A depressão cultural que a RTPi transmite, tira as saudades a qualquer um!

Saudações de Timor-Leste.

martitha disse...

Quando estive 2 meses em Macau sofri da mesma depressão ... como é possível tratarem tão mal serviço público. Chega a ser de te enervares e nem sequer ligares a tv. Para ver a praça da Alegria (que em Macau dava às 16h) prefiro ir passear.